Precisando de ajuda? Fale conosco agora mesmo:
Notícias AFPB
27/03/19
Ministério Da Economia Contrata Temporariamente A Empresa Uber Para Transporte De Servidores
O objetivo é garantir a continuidade do serviço TáxiGov até a finalização do processo licitatório
 
O Ministério da Economia firmou hoje (26) contrato temporário com a Uber do Brasil Tecnologia Ltda. A partir de abril, a empresa passará a atender o serviço de transporte para servidores, empregados e colaboradores da Administração Pública Federal direta no Distrito Federal, o chamado TáxiGov.
 
A contratação foi realizada para evitar a descontinuidade do atendimento de transporte dos ministérios, tendo em vista o término do contrato com a empresa Shalom no próximo dia 24 de abril.
 
A Secretaria de Gestão do Ministério da Economia informa que já está em curso procedimento licitatório para a contratação de uma nova empresa para o período de 12 meses. A Uber realizará o atendimento até que o serviço prestado pela futura empresa esteja totalmente disponível.
 
“É importante frisar que a contratação da Uber em nada diminuiu ou afastou os requisitos já exigidos na licitação que está em curso. Além disso, o valor do quilômetro rodado é de R$ 2,00, menor do que o atualmente praticado e menor do que o preço de partida estimado na licitação em andamento”, afirma secretário de Gestão, Cristiano Heckert.
 
Informações sobre forma de utilização e datas de início de funcionamento em cada órgão serão disponibilizadas nas próximas semanas.
 
Serviço TáxiGov
 
O TáxiGov é um modelo de transporte administrativo que começou a ser implantado em março de 2017, nos órgãos da administração federal direta, localizados em Brasília. Até o momento, 15 mil servidores e colaboradores utilizaram o serviço, em mais de 300 mil corridas. Desde a sua implantação, o TáxiGov gerou uma economia de 60%, em relação ao modelo anterior que utilizava carros próprios ou alugados. Isso equivale a R$ 13 milhões.
 
A avaliação dos servidores em relação a esse modelo de transporte é de 4,98 (em uma escala de 1 a 5 estrelas). A iniciativa foi uma das vencedoras do 22º Concurso Inovação da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), na categoria “Processos organizacionais no Poder Executivo Federal”. O prêmio foi entregue em agosto de 2018.
 
Fonte: Ministério da Economia